Maria Luisa Mendonça
Atriz | Apresentadora

SOBRE

Maria Luisa Mendonça é uma premiada atriz que arranca aplausos e elogios nos palcos e nas telinhas. Formada na CAL (Casa de Arte das Laranjeiras) em 1991, a atriz se destacou nos palcos em adaptações de Nelson Rodrigues, Pirandello e Shakespeare, como os clássicos Vestido de Noiva (1987), com direção de Carlos Wilson, Os Gigantes da Montanha (1991) e Romeu e Julieta (1992), dirigidos por Moacyr Góes. Em 2003, fez Os Sete Afluentes do Rio Ota, peça com cinco horas de duração, dirigida por Monique Gardenberg. Foi aplaudida por sua atuação em Bonde Chamado Desejo (2015–16), com direção de Rafael Gomes e ganhou diversos prêmios de Melhor Atriz como o Prêmio Shell, o Prêmio Qualidade Brasil e o Prêmio pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

Tornou-se nacionalmente conhecida quando atuou na novela Renascer (1993), no difícil papel da hermafrodita Buba. Desde então, carrega no currículo mais de vinte trabalhos nas telinhas, em novelas da TV Globo como Explode Coração (1995), Corpo Dourado (1998), Senhora do Destino (2004), Viver a Vida (2009), Além do Horizonte (2013) e Segundo Sol (2018). Dentre séries e minisséries, Maria Luisa fez conhecidos trabalhos como A Muralha (Globo, 2000), Os Maias (Globo, 2001), Os Normais  (Globo, 2001), A Diarista (Globo, 2004), Mandrake (HBO, 2007),  Queridos Amigos (Globo, 2008). Aline (Globo, 2011), Sessão de Terapia (GNT, 2012) e Magnífica 70 (HBO, 2015–18).

A atriz estreou nos cinemas em 1996 com o longa Quem Matou Pixote?, dirigido por José Joffily e desde então participou de mais de uma dúzia de longas, como os conhecidos Coração Iluminado (1998), Carandiru (2003), ambos de Hector Babenco, Jogo Subterrâneo (2005), de Roberto Gervitz, Quêro (2007), de Carlos Cortez, Nossa Vida Não Cabe Num Opala (2008), de Reinaldo Pinheiro e Luz Nas Trevas (2018), de Helena Inês. Também fez sucesso com comédias de Cláudio Torres A Mulher do Meu Amigo (2008), A Mulher Invisível (2009), O Homem do Futuro (2011) e Se Eu Fosse Você 2 (2009), de Daniel Filho.

Foi indicada ao longo dos anos a diversos prêmios, como o prêmio de Melhor Atriz no Festival Internacional de Cinema de Cannes e da Associação Argentina de Críticos de Cinema por Coracão Iluminado, e no Grande Prêmio Cinema Brasileiro por Carandiru, tendo conquistado muitos outros como o Prêmio Qualidade Brasil por Querô, o Festival de Recife e o PRêmio Fiesp por Nossa Vida Não Cabe Num Opaca e como Melhor Atriz Coadjuvante no Festival do Rio e no Prêmio Fiesp por Amanhã Nunca Mais.

Maria Luisa também é apresentadora, e este a frente de programas como Os Contos da Meia Noite (2005) da TV Cultura, Cone Sul (2008–09) do Canal Brasil e Revista de Cinema Brasileiro (2011–12) da TV Brasil.

 

CINEMA

Longas-metragens

  • Eu Não Sou Cachorro, Não | 2019 | Direção: Rafael Gomes
  • Todo Clichê do Amor | 2018 | Direção: Rafael Primot
  • O Olho e a Faca | 2018 | Direção: Paulo Sacramento
  • Habi, la Extranjera | 2018 | Direção: María Florencia Alvarez
  • Luz nas Trevas | 2018 | Direção: Helena Inês
  • Amanhã Nunca Mais | 2011 | Direção: Tadeu Jungle
  • O Homem do Futuro | 2011 | Direção: Cláudio Torres
  • A Suprema Felicidade | 2010 | Direção: Arnaldo Jabor
  • Insolação | 2009 | Direção: Felipe Hirsch e Daniela Thomas
  • A Mulher Invisível | 2009 | Direção: Cláudio Torres
  • Se Eu Fosse Você 2 | 2009 | Direção: Daniel Filho
  • Nossa Vida Não Cabe Num Opala | 2008 | Direção: Reinaldo Pinheiro
  • A Mulher do Meu Amigo | 2008 | Direção: Cláudio Torres
  • Querô | 2007 | Direção: Carlos Cortez
  • O Magnata | 2007 | Direção: Johnny Araújo
  • Jogo Subterrâneo | 2005 | Direção: Roberto Gervitz
  • Carandiru | 2003 | Direção: Hector Babenco
  • As Três Marias | 2002 | Direção: Aluizio Abranches
  • Coração Iluminado | 1998 | Direção: Hector Babenco
  • Quem Matou Pixote? | 1996 | Direção: José Joffily

Dublagem

  • Musa Divinorum | 2010 | Direção Artística: Carlos Eduardo Nogueira

TELEVISÃO

Novelas

  • Segundo Sol | 2018 | TV Globo – Direção: Dennis de Carvalho | Personagem: Karen
  • Além do Horizonte | 2013 | TV Globo – Direção: Ricardo Waddington | Personagem: Inês
  • Viver a Vida | 2009 | TV Globo – Direção: Jayme Monjardim | Personagem: Alice
  • Senhora do Destino | 2004 | TV Globo – Direção: Wolf Maia | Personagem: Leila
  • Corpo Dourado | 1998 | TV Globo – Direção: Flavio Colatrello Jr. e Marcos Schechtman | Personagem: Amanda
  • Explode Coração | 1995 | TV Globo – Direção: Dennis Carvalho | Personagem: Vera
  • Renascer | 1993 | TV Globo – Direção de Luiz Fernando Carvalho | Personagem: Buba

Séries

  • Magnífica 70 | 2015–2018 | HBO – Direção: Claudio Torres e Carolina Jabur | Personagem: Isabel
  • Desnude | 2018 | GNT – Direção: Anne Guimarães e Carol Jabor – Personagem: Isabel
  • Amorteamo | 2015 | TV Globo – Direção: Flávia Lacerda | Personagem: Dora
  • Boca do Lixo | 2015 | HBO – Direção: Claudio Torres | Personagem: Isabel
  • Sessão de Terapia | 2012 | GNT – Direção: Selton Mello | Personagem: Clarice Cecatto
  • Aline | 2011 | TV Globo – Direção: Mauro Farias e Mauricio Farias | Personagem: Vera
  • Dicas de Um Sedutor | 2008 | TV Globo – Direção: José Lavigne | Episódio “Filho Atrapalha?” – Personagem: Alma
  • Casos e Acasos | 2008 | TV Globo – Direção: Jayme Monjardim | Episódio “A Dominatrix, a Venda e a Babá” – Personagem: Olívia
  • Mandrake | 2007 | HBO – Direção: José Henrique Fonseca | Personagem: Berta Bronstein
  • Minha Nada Mole Vida | 2006 | TV Globo – Direção: José Alvarenga Jr. | Personagem: Vera
  • Carandiru, Outras Histórias | 2005 | TV Globo – Direção: Walter Carvalho | Personagem: Dalva
  • A Diarista | 2004 | TV Globo – Direção: José Alvarenga Jr. | Personagem: Lucília
  • Sítio do Pica-pau Amarelo | 2002–03 | TV Globo – Direção: Cininha de Paula e Paulo Ghelli | Personagem: Palas Atenas e Flora
  • Os Normais | 2001–03 | TV Globo – Direção: José Alvarenga Jr. | Personagens: Nara, Samla e Mônica

Minisséries

  • Queridos Amigos | 2008 | TV Globo – Direção: Denise Saraceni | Personagem: Raquel
  • Um Só Coração | 2004 | TV Globo – Direção: Carlos Manga | Personagem: Maria Bonomi
  • Os Maias | 2001 | TV Globo – Direção: Luiz Fernando Carvalho | Personagem: Rachel Cohen
  • A Muralha | 2000 | TV Globo – Direção: Denise Saraceni | Personagem: Margarida Olinto
  • Engraçadinha… Seus Amores e Seus Pecados | 1995 | TV Globo – Direção: Denise Saraceni | Personagem: Leticia

PROGRAMAS

  • Revista de Cinema Brasileiro | 2011–12 | TV Brasil | Apresentadora
  • Cone Sul | 2008–09 | Canal Brasil | Apresentadora
  • Os Contos da Meia Noite | 2005 | TV Cultura | Apresentadora

TEATRO

  • Bonde Chamado Desejo | 2015–16 | Direção: Rafael Gomes
  • O Desaparecimento do Elefante | 2012 | Direção: Monique Gardemberg
  • A Falecida | 2012 | Direção: Marco Antonio Braz
  • Na Selva das Cidades | 2011 | Direção: Aderbal Freire Filho
  • Os Sete Afluentes do Rio Ota | 2003 | Direção: Monique Gardenberg
  • Valsa Nº 6 | 1994 | Direção: Cristina Ribas
  • Futebol | 1994 | Direção: Bia Lessa
  • Romeu e Julieta | 1992 | Direção: Moacyr Góes
  • Os Gigantes da Montanha | 1991 | Direção: Moacyr Góes
  • Vestido de Noiva | 1987 | Direção: Carlos Wilson

PRODUÇÃO

  • Peça Essa Nossa Juventude | 2005 | Produtora

 PRÊMIOS

  • Melhor Atriz pelo voto do júri no Prêmio Aplauso Brasil de Teatro | 2016 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz no Prêmio Shell | 2016 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz no Prêmio Qualidade Brasil | 2015 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz pela Associação Paulista de Críticos de Arte | 2015 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Indicada como Melhor Atriz no Prêmio Cenym | 2015 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz Coadjuvante no Prêmio Contigo! de Cinema | 2012 | Luz nas Trevas
  • Melhor Atriz Coadjuvante no Festival do Rio | 2011 | Amanhã Nunca Mais
  • Ganhadora do Prêmio Fiesp | 2011 | Amanhã Nunca Mais
  • Melhor Atriz no Festival de Recife | 2008 | Nossa vida não cabe num Opala
  • Ganhadora do Prêmio Fiesp | 2008 | Nossa vida não cabe num Opala
  • Melhor Atriz no Prêmio Qualidade Brasil |2007 | Querô
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Grande Prêmio Cinema Brasil | 2003 | Carandiru
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Grande Prêmio Cinema Brasil | 2000 | Coração Iluminado
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Festival Internacional de Cinema de Cannes | 2000 | Coração Iluminado
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz pela Associação Argentina de Críticos de Cinema | 1999 | Coração Iluminado
Maria Luisa Mendonça
Foto: Divulgação
Coração Iluminado
Maria Luisa Mendonça
Atriz | Apresentadora

SOBRE

Maria Luisa Mendonça é uma premiada atriz que arranca aplausos e elogios nos palcos e nas telinhas. Formada na CAL (Casa de Arte das Laranjeiras) em 1991, a atriz se destacou nos palcos em adaptações de Nelson Rodrigues, Pirandello e Shakespeare, como os clássicos Vestido de Noiva (1987), com direção de Carlos Wilson, Os Gigantes da Montanha (1991) e Romeu e Julieta (1992), dirigidos por Moacyr Góes. Em 2003, fez Os Sete Afluentes do Rio Ota, peça com cinco horas de duração, dirigida por Monique Gardenberg. Foi aplaudida por sua atuação em Bonde Chamado Desejo (2015–16), com direção de Rafael Gomes e ganhou diversos prêmios de Melhor Atriz como o Prêmio Shell, o Prêmio Qualidade Brasil e o Prêmio pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

Tornou-se nacionalmente conhecida quando atuou na novela Renascer (1993), no difícil papel da hermafrodita Buba. Desde então, carrega no currículo mais de vinte trabalhos nas telinhas, em novelas da TV Globo como Explode Coração (1995), Corpo Dourado (1998), Senhora do Destino (2004), Viver a Vida (2009), Além do Horizonte (2013) e Segundo Sol (2018). Dentre séries e minisséries, Maria Luisa fez conhecidos trabalhos como A Muralha (Globo, 2000), Os Maias (Globo, 2001), Os Normais  (Globo, 2001), A Diarista (Globo, 2004), Mandrake (HBO, 2007),  Queridos Amigos (Globo, 2008). Aline (Globo, 2011), Sessão de Terapia (GNT, 2012) e Magnífica 70 (HBO, 2015–18).

A atriz estreou nos cinemas em 1996 com o longa Quem Matou Pixote?, dirigido por José Joffily e desde então participou de mais de uma dúzia de longas, como os conhecidos Coração Iluminado (1998), Carandiru (2003), ambos de Hector Babenco, Jogo Subterrâneo (2005), de Roberto Gervitz, Quêro (2007), de Carlos Cortez, Nossa Vida Não Cabe Num Opala (2008), de Reinaldo Pinheiro e Luz Nas Trevas (2018), de Helena Inês. Também fez sucesso com comédias de Cláudio Torres A Mulher do Meu Amigo (2008), A Mulher Invisível (2009), O Homem do Futuro (2011) e Se Eu Fosse Você 2 (2009), de Daniel Filho.

Foi indicada ao longo dos anos a diversos prêmios, como o prêmio de Melhor Atriz no Festival Internacional de Cinema de Cannes e da Associação Argentina de Críticos de Cinema por Coracão Iluminado, e no Grande Prêmio Cinema Brasileiro por Carandiru, tendo conquistado muitos outros como o Prêmio Qualidade Brasil por Querô, o Festival de Recife e o PRêmio Fiesp por Nossa Vida Não Cabe Num Opaca e como Melhor Atriz Coadjuvante no Festival do Rio e no Prêmio Fiesp por Amanhã Nunca Mais.

Maria Luisa também é apresentadora, e este a frente de programas como Os Contos da Meia Noite (2005) da TV Cultura, Cone Sul (2008–09) do Canal Brasil e Revista de Cinema Brasileiro (2011–12) da TV Brasil.

 

CINEMA

Longas-metragens

  • Eu Não Sou Cachorro, Não | 2019 | Direção: Rafael Gomes
  • Todo Clichê do Amor | 2018 | Direção: Rafael Primot
  • O Olho e a Faca | 2018 | Direção: Paulo Sacramento
  • Habi, la Extranjera | 2018 | Direção: María Florencia Alvarez
  • Luz nas Trevas | 2018 | Direção: Helena Inês
  • Amanhã Nunca Mais | 2011 | Direção: Tadeu Jungle
  • O Homem do Futuro | 2011 | Direção: Cláudio Torres
  • A Suprema Felicidade | 2010 | Direção: Arnaldo Jabor
  • Insolação | 2009 | Direção: Felipe Hirsch e Daniela Thomas
  • A Mulher Invisível | 2009 | Direção: Cláudio Torres
  • Se Eu Fosse Você 2 | 2009 | Direção: Daniel Filho
  • Nossa Vida Não Cabe Num Opala | 2008 | Direção: Reinaldo Pinheiro
  • A Mulher do Meu Amigo | 2008 | Direção: Cláudio Torres
  • Querô | 2007 | Direção: Carlos Cortez
  • O Magnata | 2007 | Direção: Johnny Araújo
  • Jogo Subterrâneo | 2005 | Direção: Roberto Gervitz
  • Carandiru | 2003 | Direção: Hector Babenco
  • As Três Marias | 2002 | Direção: Aluizio Abranches
  • Coração Iluminado | 1998 | Direção: Hector Babenco
  • Quem Matou Pixote? | 1996 | Direção: José Joffily

Dublagem

  • Musa Divinorum | 2010 | Direção Artística: Carlos Eduardo Nogueira

TELEVISÃO

Novelas

  • Segundo Sol | 2018 | TV Globo – Direção: Dennis de Carvalho | Personagem: Karen
  • Além do Horizonte | 2013 | TV Globo – Direção: Ricardo Waddington | Personagem: Inês
  • Viver a Vida | 2009 | TV Globo – Direção: Jayme Monjardim | Personagem: Alice
  • Senhora do Destino | 2004 | TV Globo – Direção: Wolf Maia | Personagem: Leila
  • Corpo Dourado | 1998 | TV Globo – Direção: Flavio Colatrello Jr. e Marcos Schechtman | Personagem: Amanda
  • Explode Coração | 1995 | TV Globo – Direção: Dennis Carvalho | Personagem: Vera
  • Renascer | 1993 | TV Globo – Direção de Luiz Fernando Carvalho | Personagem: Buba

Séries

  • Magnífica 70 | 2015–2018 | HBO – Direção: Claudio Torres e Carolina Jabur | Personagem: Isabel
  • Desnude | 2018 | GNT – Direção: Anne Guimarães e Carol Jabor – Personagem: Isabel
  • Amorteamo | 2015 | TV Globo – Direção: Flávia Lacerda | Personagem: Dora
  • Boca do Lixo | 2015 | HBO – Direção: Claudio Torres | Personagem: Isabel
  • Sessão de Terapia | 2012 | GNT – Direção: Selton Mello | Personagem: Clarice Cecatto
  • Aline | 2011 | TV Globo – Direção: Mauro Farias e Mauricio Farias | Personagem: Vera
  • Dicas de Um Sedutor | 2008 | TV Globo – Direção: José Lavigne | Episódio “Filho Atrapalha?” – Personagem: Alma
  • Casos e Acasos | 2008 | TV Globo – Direção: Jayme Monjardim | Episódio “A Dominatrix, a Venda e a Babá” – Personagem: Olívia
  • Mandrake | 2007 | HBO – Direção: José Henrique Fonseca | Personagem: Berta Bronstein
  • Minha Nada Mole Vida | 2006 | TV Globo – Direção: José Alvarenga Jr. | Personagem: Vera
  • Carandiru, Outras Histórias | 2005 | TV Globo – Direção: Walter Carvalho | Personagem: Dalva
  • A Diarista | 2004 | TV Globo – Direção: José Alvarenga Jr. | Personagem: Lucília
  • Sítio do Pica-pau Amarelo | 2002–03 | TV Globo – Direção: Cininha de Paula e Paulo Ghelli | Personagem: Palas Atenas e Flora
  • Os Normais | 2001–03 | TV Globo – Direção: José Alvarenga Jr. | Personagens: Nara, Samla e Mônica

Minisséries

  • Queridos Amigos | 2008 | TV Globo – Direção: Denise Saraceni | Personagem: Raquel
  • Um Só Coração | 2004 | TV Globo – Direção: Carlos Manga | Personagem: Maria Bonomi
  • Os Maias | 2001 | TV Globo – Direção: Luiz Fernando Carvalho | Personagem: Rachel Cohen
  • A Muralha | 2000 | TV Globo – Direção: Denise Saraceni | Personagem: Margarida Olinto
  • Engraçadinha… Seus Amores e Seus Pecados | 1995 | TV Globo – Direção: Denise Saraceni | Personagem: Leticia

PROGRAMAS

  • Revista de Cinema Brasileiro | 2011–12 | TV Brasil | Apresentadora
  • Cone Sul | 2008–09 | Canal Brasil | Apresentadora
  • Os Contos da Meia Noite | 2005 | TV Cultura | Apresentadora

TEATRO

  • Bonde Chamado Desejo | 2015–16 | Direção: Rafael Gomes
  • O Desaparecimento do Elefante | 2012 | Direção: Monique Gardemberg
  • A Falecida | 2012 | Direção: Marco Antonio Braz
  • Na Selva das Cidades | 2011 | Direção: Aderbal Freire Filho
  • Os Sete Afluentes do Rio Ota | 2003 | Direção: Monique Gardenberg
  • Valsa Nº 6 | 1994 | Direção: Cristina Ribas
  • Futebol | 1994 | Direção: Bia Lessa
  • Romeu e Julieta | 1992 | Direção: Moacyr Góes
  • Os Gigantes da Montanha | 1991 | Direção: Moacyr Góes
  • Vestido de Noiva | 1987 | Direção: Carlos Wilson

PRODUÇÃO

  • Peça Essa Nossa Juventude | 2005 | Produtora

 PRÊMIOS

  • Melhor Atriz pelo voto do júri no Prêmio Aplauso Brasil de Teatro | 2016 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz no Prêmio Shell | 2016 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz no Prêmio Qualidade Brasil | 2015 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz pela Associação Paulista de Críticos de Arte | 2015 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Indicada como Melhor Atriz no Prêmio Cenym | 2015 | Um Bonde Chamado Desejo
  • Melhor Atriz Coadjuvante no Prêmio Contigo! de Cinema | 2012 | Luz nas Trevas
  • Melhor Atriz Coadjuvante no Festival do Rio | 2011 | Amanhã Nunca Mais
  • Ganhadora do Prêmio Fiesp | 2011 | Amanhã Nunca Mais
  • Melhor Atriz no Festival de Recife | 2008 | Nossa vida não cabe num Opala
  • Ganhadora do Prêmio Fiesp | 2008 | Nossa vida não cabe num Opala
  • Melhor Atriz no Prêmio Qualidade Brasil |2007 | Querô
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Grande Prêmio Cinema Brasil | 2003 | Carandiru
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Grande Prêmio Cinema Brasil | 2000 | Coração Iluminado
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz no Festival Internacional de Cinema de Cannes | 2000 | Coração Iluminado
  • Indicada ao Prêmio de Melhor Atriz pela Associação Argentina de Críticos de Cinema | 1999 | Coração Iluminado
Lançamento última temporada | 2018
Por Davi Campana/R2Foto
Coração Iluminado